Desportos populares em Moçambique

Todos os desportos que ganharam popularidade ao longo dos anos em Moçambique, como o futebol, o boxe e o judo, têm necessariamente pelo menos alguns atletas profissionais que orgulham todo o país e desenvolvem o interesse dos jovens pelas actividades desportivas. Por exemplo, os famosos judocas Kevin Loforte, Narciso Matos e Ayton Sikir vão competir em Portugal e em França, participando em duas eliminatórias olímpicas previstas para Paris, de 26 de julho a 11 de agosto de 2024.

Futebol em Moçambique

O futebol é um desporto de equipa em que o principal objetivo é chutar a bola para a baliza adversária com os pés ou outras partes do corpo mais vezes do que a equipa adversária. É atualmente o desporto mais popular não só em todo o mundo, mas também em Moçambique.

Federação Moçambicana de Futebol

A Federação Moçambicana de Futebol é a organização que supervisiona e gere o futebol em Moçambique. A MFF foi fundada em 1976, juntando-se à FIFA e à CAF em 1980. Tornou-se membro fundador da COSAFA em 1997.

Moçambola

O país também tem um campeonato nacional de futebol chamado Moçambola. Em 1976, pouco depois da independência do país, realizou-se a primeira época da competição. Apenas cinco clubes participaram: Académica Maputo, AD Pemba, Desportivo de Maputo, Desportivo Tete e Textáfrica. A liga é composta por 14 clubes, cada equipa compete duas vezes entre si num sistema de "round robin", com um total de 26 jogos por época. Os três últimos clubes da classificação passam para a segunda divisão. O Moçambola decorre normalmente entre março/abril e outubro.

Chiquinho Conde

O selecionador nacional de Moçambique, Chiquinho Conde, está neste momento a preparar os jogadores para o Campeonato do Mundo de Futebol de 2026. Os convocados passaram por um rigoroso processo de seleção que contou inicialmente com 42 jogadores.

Medalha da Taça COSAFA

É importante notar que não são apenas as equipas de futebol masculino que estão a evoluir, mas também as equipas femininas. Por exemplo, em outubro de 2023, Moçambique ganhou a sua primeira medalha de bronze de sempre na Taça COSAFA. A equipa de futebol feminino derrotou o Zimbabué por 2/0. A Primeira Dama da República abriu as portas do palácio presidencial para enaltecer os feitos de uma equipa que não só mostrou dedicação, empenho e espírito patriótico, como também criou uma imagem positiva de Moçambique para os anos vindouros.

Boxe em Moçambique

O boxe é um desporto de contacto em que os atletas se batem com os punhos, normalmente com luvas especiais. O árbitro controla o combate, que dura até 12 assaltos.

O acontecimento mais importante que marcou a história do boxe em Moçambique é considerado o primeiro combate de boxe profissional realizado no país, que teve lugar na cidade da Matola. Realizaram-se quatro combates no ginásio do Instituto de Formação de Professores da Matola (IFP), cada um com a duração máxima de seis assaltos regulamentares. Os primeiros a entrar no ringue foram Laurensu Langa e Sergiu Tiwane na categoria de menos de 61kg. De seguida, o segundo combate foi entre Afonso Machavane e Celso Domingos na categoria de menos de 64kg. Na categoria de 66kg, Altario Novela derrotou Lawrence Jr. no quinto assalto. Inacio Chidambo e Victor Eduardo na categoria de 81kg completaram a sessão de combates.

Judo em Moçambique

O judo é um desporto olímpico em que são permitidos lançamentos, golpes dolorosos e estrangulamentos. Como referimos no início deste artigo, os judocas Kevin Loforte, Narciso Matos e Ayton Siquir vão competir em Portugal e França, participando em duas eliminatórias olímpicas. Esta é uma grande oportunidade para mostrar as virtudes do desporto moçambicano não só a nível nacional mas também internacional.

Kevin Loforte

Kevin Loforte nasceu na capital Maputo. Foi aí que começou a praticar judo. Aos 15 anos, participou pela primeira vez num torneio internacional, o Campeonato Africano de 2012, que teve lugar em Gabarone. Kevin alcançou o seu primeiro sucesso em 2014 no Campeonato Africano de Juniores.

Conclusão

O desporto está a desenvolver-se ativamente em Moçambique, o que é particularmente evidente nas conquistas em desportos como o futebol, o boxe e o judo. Este facto tem sido influenciado não só pelos próprios atletas, mas também pelo próprio Estado, graças a um acordo sobre o desenvolvimento do desporto nos dois países vizinhos, assinado pelo Comité Olímpico de Moçambique e pela África do Sul. O projeto deu aos atletas moçambicanos a oportunidade de competir e treinar em centros de alto rendimento na terra de Randa. Além disso, o plano de reorganização desportiva, centrado na formação e na promoção do desporto, também desempenhou o seu papel. A crescente popularidade do desporto também aumentou a procura de apostas. Os moçambicanos estão agora dispostos a apostar nas suas equipas de futebol, nos seus pugilistas e judocas favoritos que competem pelo país. Também pode fazer uma aposta e assim apoiar o espírito patriótico em casas de apostas como a 1xBet, 22bet e Stake.

Perguntas mais frequentes

  • Como se registar em 1xBet para apostar na equipa de futebol de Moçambique?

    Pode registar-se numa casa de apostas de 4 formas diferentes: com um clique, por número de telemóvel, por e-mail ou através das redes sociais. Pode encontrar instruções mais pormenorizadas aqui.

  • Quantos atletas moçambicanos ganharam medalhas nos 12 Jogos Africanos realizados em Marrocos?

    Cinco atletas moçambicanos venceram em 12 Jogos Africanos.

  • A partir de que idade se pode começar a apostar em desportos nas casas de apostas?

    Para se registar e começar a apostar nas equipas desportivas moçambicanas nas casas de apostas, deve ser maior de idade, ou seja, deve ter pelo menos 18 anos.

compartilhar:
outras notícias
logo
13200 MZN
registo